ATENTADO EM BOSTON ! QUEM SERÁ REALMENTE O ASSASSINO ?

sexta-feira, 10 de maio de 2013


Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa


Até agora, o FBI não mostrou uma prova sequer de que os dois irmãos são mesmo os culpados pelo atentado em Boston. No entanto, não faltam evidências de que eles não são os culpados. 

Olhem só: 

  • Não o consideraram perigoso, mas na hora de encontrarem um culpado, foi fácil: ele estava lá nos registros. Quando Tamerlan Tsarnaev (o irmão maior) foi preso, ele estava vivo e suas roupas intactas, como se pode ver nas fotos. Entretanto, o FBIdisse que ele tinha explosivos presos no corpo, e depois ele apareceu morto.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Tamerlan estava intacto e sem sinais de sangue.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Tamerlan não tinha sinais de sangue.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Três horas depois, foi assim que Tamerlan acabou.

Quando Dzhokhar Tsarnaev (o irmão menor) foi preso, a mídia noticiou que ele estava ferido e que o barco estava cheio de sangue. Entretanto, nas imagens, tanto ele quanto o barco estão intactos, sem sangue.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
O irmão mais novo e o barco, sem sinais de sangue na hora da prisão.

Mas, depois da prisão, Dzhokhar apareceu gravemente ferido:

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
O irmão mais novo, ferido depois da prisão.

A mochila que o FBI diz que foi usada levanta várias questões. Ela é diferente daquelas carregadas pelos irmãos no dia da Maratona de Boston, que eram cinza e branca. Já a do atentado era preta.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Mochila dos irmãos era de cor diferente da usada no atentado.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Mochila dos irmãos era de cor diferente da usada no atentado.

E igual à mochila que dois militares usavam na mesma hora:

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Imagem de agentes no local

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
A mochila dos militares era igual à mochila do atentado.

Depois da explosão, os irmãos ainda carregavam suas mochilas.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Irmãos com a mochila depois da explosão.

A foto de Dzhokhar parece ter sido manipulada no Photoshop para apagar a mochila que ainda carregava depois da explosão.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Imagem manipulada?

Um anônimo alertou para o atentado dias antes de ele realmente acontecer.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Aviso prévio sobre o atentado como operação de falsa bandeira.

O twitter do Boston Globe alertou para uma explosão controlada em um exercício anti-bombas uma hora depois da primeira explosão. Se você entrar no twitter deles agora, vai encontrar isso lá. Suspeito?

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Boston Globe alerta para explosão controlada.

Para os que têm estômago, vejam, agora, a foto deste ferido:

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Ferido em Boston?

E, agora, a análise deste especialista em lesões arteriais:

Se você perder as duas pernas em um trauma explosivo, metade do seu sangue se vai em um minuto via artérias femorais, e depois de dois minutos você está morto. Sangrar é pior no caso de traumatismo (como estilhaços), porque a carne é rasgada em vez de cortada, expondo mais tecido arterial e vascular. O corpo humano possui de 5 a 6 litros de sangue. Se isso realmente tivesse acontecido, veríamos sangue por toda parte, o cara estaria encharcado. Você também veria o chamado jato arterial saindo da lesão. O mais provável é que ele vomitasse depois de ficar branco-fantasma com o choque, depois delirasse e desmaiasse. Quanto ao "torniquete"…
Ele não está nem amarrado, está suspenso pela gravidade, o que literalmente não faria nada por um corte arterial. Não há pressão aplicada. Não há nó com vareta para alavancagem. Suas mãos não têm sangue. Não há sangue no chão. A cor em suas mãos e lábios mostra uma boa circulação. Ele é um ator. Isso é encenado.”

Vendo frame por frame:
Aqui, o homem antes do ferimento, do lado esquerdo. O homem de capuz está colocando nele a prótese de perna ferida. A mulher, na frente, dá cobertura para ele.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Homem com as pernas cobertas.

Agora, as próteses já estão no lugar. No meio de toda essa confusão, o cara de capuz coloca os óculos escuros – um sinal, talvez?

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Cara de capuz coloca os óculos.

Aqui, já conseguimos ver a prótese. Alguém vê qualquer sinal de sangue?

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
A prótese aparece. Cadê o sangue?

A mulher levanta a mão – outro sinal? O homem “ferido” levanta a perna esquerda. Não há sangue nele nem na mulher. Não há jato de sangue.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Perna mais visível, sem sangue.

A mulher olha para o lado, ainda com a mão levantada. O homem de capuz parece ocupado, talvez espalhando sangue pelo chão. A perna do homem continua sem sangue, bem como a roupa da mulher que está por baixo dele.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Homem de capuz espalhando sangue?

Agora, o sangue está no lugar. Mas as pernas do cara e a mulher ainda não têm uma gota de sangue.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Pernas continuam secas.

Aqui, o homem ferido permanece sem assistência, mesmo sendo o em piores condições.

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa
Homem ferido parece não ter importância.

E outras perguntas que aparecem:

  • Como um garoto de 19 anos conseguiu fugir de dezenas de policiais?
  • Por que o FBI tem imagem de tudo, fotos e vídeos, menos da hora da perseguição em que, dizem eles, os garotos estavam com explosivos no corpo?

E o FBI, na falta de provas, apenas pede para que acreditemos no que ele diz:

Dossiê Boston: Evidências mais detalhadas da farsa



Compartilhe essa postagem!